Nelson-Lopes-Autárquicas 2020, Cabo Verde. Candidato independente, Nelson Lopes. Más Soncent. São Vicente, Mindelo.

Mas+ Soncent: Propondo Uma Solução Para A Lixeira Municipal

Apesar dos custos da gestão dos RSU (Resíduos Sólidos e Urbanos) no município de São Vicente, anualmente atingirem valores exorbitantes. Ainda assim um dos problemas que carece de uma atenção especial na nossa ilha, se trata da disposição e da gestão desses resíduos.

Após uma visita por parte do pessoal do movimento Más Soncent foi possível constatar que na Lixeira Municipal e nos arredores (Iraque), a população se encontra totalmente vulnerável aos problemas que tal situação acarreta, tanto para a população local como para a população de São Vicente em geral.

Esses resíduos após serem despejados a céu aberto e a consequente queima dos mesmos traz graves problemas, tais como: emissão de poluentes para a atmosfera, degradação progressiva do meio ambiente e da saúde pública, e o mais gritante, pessoas locais a viverem em condições desumanas.

O Planeta mais que nunca está a suplicar por alternativas aos combustíveis fósseis e consequentemente por uma redução da emissão dos gases causadores do efeito estufa. Estes factos tornam-se de extrema importância para os países que se encontram nessa corrida por soluções “amigas” do ambiente.

A muitos anos que se tem falado na substituição da lixeira da ilha de São Vicente por um aterro sanitário.

Apesar de ser uma tecnologia com baixos custos de construção/operação, a longo prazo essa não seria a solução mais viável, porque com o tempo seria necessário a construção de um novo aterro, visto que o primeiro já se encontraria com o número máximo de camadas de lixo. Entre outras desvantagens que essa solução pode manifestar.

Os RSU a muito que deixaram de ser considerados desperdícios. Com o uso da tecnologia adequada em muitos países estão a ser aproveitados energeticamente. Mas para obter uma  maior relação custo/beneficio torna-se de extrema importância fazer a melhor escolha da tecnologia a ser utilizado, para isso é necessário: conhecer a qualidade do RSU recolhido. Com os dados da composição gravimétrico, composição química, PH e poder calorifico inferior do resíduo.

Após ser feita a melhor escolha da tecnologia a ser utilizada, será elaborado um projeto com a finalidade de transformar esses resíduos em vapor, que acionará uma turbina, acoplado a um gerador que vai converter a energia cinética em energia elétrica. Do gerador a energia elétrica passa por um transformador para ajuste da tensão da rede elétrica, essa energia possivelmente será usada para alimentar a população da zona do “Iraque”.

A equipa de Más Soncent se compromete a trabalhar para que, de uma forma unida e coerente esse projeto seja implementado e com isso a certeza de um futuro digno para os São Vicentinos e todas as pessoas afetadas com a má gestão desse recurso.

.

Una-se Com Más Soncent, Partilha:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.